terça-feira, 10 de abril de 2018

Eve & Adam - Michael Grant

Eve & AdamA história começa com Eve sofrendo um grave acidente de carro. Apesar da gravidade da situação sua mãe, Terra, parece ter certeza de que sua filha conseguirá se recuperar no laboratório da família. Enquanto recebe o tratamento Eve conhece Solo. Um jovem que aparentemente faz parte da equipe da empresa de Terra. Os dois se sentem atraídos mas a garota sente que há algum tipo se mistério oculto. Enquanto se recupera Eve recebe da sua mãe um presente: um programa de computador para criar um homem perfeito. Ela tem toda liberdade de manipular as características físicas, psicológicas e comportamentais desse homem. Aos poucos Eve vai descobrindo, com ajuda de Solo, que os mistérios envolvendo o laboratório de Terra são muito sérios. Rapidamente o que se tratava de um período pós-operatório se transforma em uma fuga com risco de vida. Confesso que arrastarei essa leitura por muito tempo. O livro apesar de curto não tem um ritmo muito bom. A autora até tenta prender a atenção mas infelizmente comigo não funcionou.

É o destino de todos os criadores: eles se apaixonam por suas criações

quinta-feira, 15 de março de 2018

A Vida, O Universo e Tudo Mais - Douglas Adams


A Vida, O Universo e Tudo Mais
O livro começa narrando a vida monótona de Arthur Dent após ter sido abandonado na Terra pré-histórica durante 5 anos. Enquanto luta para não surtar ele finalmente encontra Ford Perfect, o alienígena e, por que não, seu amigo. Pra variar os dois se encontram e fazem mais uma viagem no tempo totalmente sem noção e acabam em uma partida de críquete na Terra. Para piorar eles descobrem que existe um planeta totalmente focado na destruição do Universo (!) e, adivinhem só, os dois precisam evitar essa catástrofe. Totalmente perdidos e sem a menor vontade de serem heróis os dois vão atrás do guru que parece ter todas as respostas para o tal fim do universo. Enquanto isso Trillian, que já está exausta dos dramas de Zaphod, decide seguir em frente sem saber muito bem para onde e obviamente acaba encontrando Arthur e Ford Perfect no caminho. Os três começam então a pensar na melhor forma de salvar o Universo enquanto Marvin misteriosamente desaparece da história e Zaphod aparece e desaparece do seu jeito rotineiro. Confesso que dos 3 livros lidos achei esse o mais fraco. Talvez pela participação pequena de Marvin que continua sendo meu personagem predileto.


Meu médico diz que tenho uma glândula de senso de dever mal-formatada, além de uma deficiência natural em fibras morais.

terça-feira, 6 de março de 2018

O Restaurante no Fim do Universo - Douglas Adams

O Restaurante no Fim do Universo

O segundo livro da série começa com Arthur, Trillian, Marvin, Ford Perfect e Zaphod sendo atacados por uma nave vogon que tinha instruções direta para explodir a nave deles. Justamente nesse meio tempo Arthur decidiu solicitar a produção de chá e isso exigiu todo o esforço do computador da nave fazendo com quem fosse impossível se proteger ou simplesmente sair correndo pelo espaço. Quando já estavam encarando o fim eles decidiram apelar para um ancestral de  Zaphod. Obviamente a situação toda se tornou um caos.  Zaphod e Marvin foram jogados para outro planeta enquanto  Arthur, Trillian e  Ford Perfect ficaram na nave sem fazer a menor de ideia do que fazer a seguir já que a nave simplesmente não funcionava.  Zaphod então começa a descobrir o seu propósito oculto em uma parte dos seus cérebros (ele tem duas cabeças). O grupo volta a se reunir um tempo depois e vão em direção ao restaurante no fim do universo para uma refeição animada cujo o próprio boi vai a mesa dos clientes e sugere as melhores partes do seu corpo antes de se matar. O grupo, pra variar, volta a se meter em problemas e novamente é separado.  Arthur e  Ford Perfect acabam chegando novamente num planeta conhecido só que dois milhões de anos no passado. Destaque para Marvin que continua estrelando os trechos mais cômicos do livro.

Resumindo o resumo: qualquer pessoa capaz de se tornar presidente não deveria, em hipótese alguma, ter permissão para exercer o cargo.